Tamanho do texto

Madri, 20 jun (EFE).- A Espanha fará um esforço diplomático de informação com os países da América Latina que expressaram sua rejeição à diretiva da União Européia de retorno de imigrantes em situação irregular, anunciou hoje a primeira vice-presidente do Governo espanhol, María Teresa Fernández de la Vega.

Também disse que o projeto de diretiva aprovado pelo Parlamento Europeu esta semana "não é aplicável à Espanha".

De la Vega disse que a Espanha tem uma lei sobre estrangeiros que "garante os direitos dos imigrantes", também dos que estão em situação irregular, e estabelece um "procedimento judicializado" desde o início. EFE ad/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.