Madri, 27 nov (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Espanha, Miguel Ángel Moratinos, disse hoje que os quase 50 espanhóis que estão em Mumbai estão bem e afirmou que o único ponto de preocupação são os três empresários que continuam presos em seus quartos do hotel Oberoi, controlado pelos terroristas.

Estes três espanhóis, que estão em um andar diferente do ocupado pelos terroristas, estão em uma situação "um pouco mais arriscada", embora permaneçam em contato com as autoridades espanholas na Índia, declarou Moratinos aos jornalistas em Madri.

Os empresários que continuam no hotel são um representante da empresa Isolux, outro da Ferrovial e um terceiro que trabalha no Catar.

O ministro disse que o casal espanhol ferido e internado em um hospital de Mumbai está em "boas condições", enquanto a delegação do Parlamento Europeu, presidida pelo eurodeputado espanhol Ignasi Guardans, decidiu viajar de carro para Nova Délhi para tentar pegar um avião que os tire da Índia.

Fontes do Ministério de Defesa da Espanha disseram à Agência Efe que um avião da Força Aérea partirá para repatriar os espanhóis.

O diretor de Construção Internacional da Isolux Corsan, Álvaro Rengifo Abad, é um dos três empresários que permanecem no hotel Oberoi.

O Ministério de Assuntos Exteriores da Espanha constituiu um gabinete de crise para acompanhar a evolução da situação na Índia.

EFE nac/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.