A Espanha examinará caso a caso o pedido dos Estados Unidos de receber presos de Guantánamo, uma vez estabelecidas as condições jurídicas, afirmou o ministro de Assuntos Exteriores espanhol, Miguel Ángel Moratinos.

"A Espanha, caso por caso, analisará aqueles casos que nos submetam", destacou Moratinos em entrevista à rádio Cadena Ser, um dia depois de uma reunião em Washington com a chefe da diplomacia americana, Hillary Clinton.

Moratinos destacou que os Estados Unidos ainda estão no "processo inicial de exame", estudando "as consequências jurídicas" do envio de prisioneiros.

Na terça-feira, Moratinos afirmou que a "Espanha está, a princípio, disposta a colaborar na acolhida de alguns presos, sempre e quando as condições jurídicas sejam aceitáveis".

ot/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.