Espanha encoraja região ibero-americana a se integrar para combater a crise

Brasília, 7 mai (EFE).- O novo secretário de Estado espanhol para a região ibero-americana, Juan Pablo de Laiglesia, afirmou hoje em Brasília que uma maior integração entre os países da região é a melhor receita para fazer frente à crise global.

EFE |

"A integração é parte da solução, pois uma crise global pede soluções que superam as capacidades dos Governos nacionais", declarou Laiglesia à Agência Efe na capital, onde começou hoje uma primeira rodada de contatos com autoridades do Governo federal.

Segundo o secretário de Estado espanhol, "homogeneizar normas e ampliar mercados permite estar mais bem preparado para uma conjuntura que, com crise ou sem ela, já é global", e explicou que esse é um dos objetivos da Espanha em sua relação com a América Latina.

Laiglesia contou que chega ao Brasil "com a mensagem da importância que o país tem para a Espanha no contexto global de suas relações exteriores e com a vontade de fortalecer e ampliar as boas relações que já existem em todos os terrenos".

O secretário lembrou que o Brasil é um "parceiro estratégico" da Espanha e destino de muitos investimentos de empresas espanholas, que hoje superam a casa dos US$ 40 bilhões.

Em relação a esses investimentos no Brasil e no resto da América Latina, Laiglesia disse que atualmente não há sinais de que possam ser afetados pela crise global, mas fez uma ressalva.

"Embora seja cedo para saber qual será a amplitude do impacto que a crise terá, podem vir tempos complicados" e é necessário estar preparado para isso, disse o secretário.

Nesse sentido, disse que "é possível haver um estreito contato (entre os Governos) para vigiar eventuais efeitos e se antecipar aos problemas que possam surgir, ou tomar medidas corretivas antes estes sejam gerados".

Durante sua estadia de dois dias no Brasil, Laiglesia se reunirá com o vice-ministro das Relações Exteriores, Samuel Pinheiro Guimarães, e com o assessor para Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, entre outros representantes do Governo brasileiro.

Sua viagem ao Brasil é a primeira para um país da América Latina desde que assumiu o cargo, em abril. EFE ed/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG