Madri, 6 mar (EFE).- Os Governos de Espanha e Venezuela emitiram hoje um comunicado no qual reafirmam a luta contra o terrorismo da ETA e reiteram o compromisso de continuarem colaborando nos âmbitos judicial e policial.

Segundo a nota das Chancelarias de ambos os países, os dois Executivos "ratificam sua mais enérgica condenação ao terrorismo em todas as suas formas e manifestações".

No comunicado, o Governo venezuelano "também refuta e desmente as informações publicadas sobre uma suposta colaboração com a organização terrorista ETA, cujas atividades rejeita sem paliativos".

Em outro trecho, os dois Governos reiteram "seu compromisso de continuarem colaborando nos âmbitos judicial e policial" e "implementando efetivamente os instrumentos de cooperação existentes".

Espanha e Venezuela "declaram seu firme desejo de aprofundar a relação amistosa e frutífera que mantêm, baseada em uma ampla cooperação em todos os âmbitos, inclusive no da luta antiterrorista", conclui a nota.

As divergências entre os dois países surgiram na segunda-feira, quando o juiz espanhol Eloy Velasco decidiu julgar seis membros da ETA e sete integrantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) por planejarem atentados conjuntos contra autoridades colombianas na Espanha.

O magistrado também declarou que tinha indícios da "cooperação" do Governo da Venezuela nessa suposta aliança entre as Farc e a ETA.

EFE il/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.