Espanha convoca embaixador de Israel por causa de ataque a navio

Ministério de Assuntos Exteriores espanhol quer explicações pelos "inaceitáveis" e "gravíssimos" fatos ocorridos

EFE |

Madri - O Ministério de Assuntos Exteriores espanhol convocou hoje o embaixador de Israel na Espanha para pedir explicações pelos "inaceitáveis" e "gravíssimos" fatos ocorridos durante o ataque à "Frota da Liberdade", um grupo de seis navios que levava ajuda humanitária para a Faixa de Gaza.

"Convocamos o embaixador de Israel para que nos dê essas explicações e, certamente, vamos investigar e nos posicionar imediatamente sobre o assunto", disse à imprensa o secretário de Estado espanhol para a União Europeia (UE), Diego López Garrido, que qualificou de "gravíssimo" o acontecido.

López Garrido condenou os fatos e acrescentou que por parte da Presidência Espanhola se consideram "inaceitáveis" as mortes que aconteceram no ataque israelense à "Frota da Liberdade". Segundo a televisão israelense "Canal 10", pelo menos 14 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no ataque israelense ao grupo de navios que transportava mais de 750 pessoas com ajuda humanitária para Gaza, entre eles dois espanhóis.

    Leia tudo sobre: iGespanhaisraelgaza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG