Espanha confirma 4º caso de vaca louca em humanos

MADRI - O governo da Espanha confirmou ontem o quarto caso da doença da vaca louca em humanos no país. Uma mulher morreu em decorrência da doença no mês passado.

Redação com agências |

Segundo a mídia local, a mulher, de 64 anos, era mãe de um homem de 41 anos que também morreu por causa da doença este ano.

Segundo o Ministério da Saúde, a confirmação do quarto caso da doença em humanos no país não representa risco à saúde pública. A Espanha registrou a primeira morte humana causada pela doença da vaca louca em junho de 2005.

Epidemia de vaca louca

A epidemia da vaca louca na Europa surgiu quando as vacas, que são herbívoras, passaram a ser alimentadas com restos de outros animais, alguns dos quais estavam doentes.

O uso dos restos de vacas doentes foi identificado pelos especialistas como a causa mais provável da difusão da doença.

Em 1988, a Grã-Bretanha proibiu a alimentação de ruminantes com cadáveres de outros ruminantes. Seis anos mais tarde, a UE proibiu alimentar vacas e ovelhas com carne e osso de outros mamíferos.

Em 1996, o Governo britânico ampliou sua interdição à alimentação de qualquer animal de criação com farinha de carne ou peixe.

Em 2000 a UE permitiu que todos os países-membros vetassem o uso de proteínas de origem animal na alimentação de outros animais.

Leia mais sobre vaca louca

    Leia tudo sobre: vaca louca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG