Espanha avisa que será contundente caso vítimas da ETA sejam menosprezadas

Cuernavaca (México), 2 ago (EFE).- O Governo espanhol advertiu hoje que estará atento para que as vítimas do terrorismo não sejam menosprezadas e que atuará com contundência e diligência se isso ocorrer.

EFE |

Depois da saída da prisão, nesta manhã, do membro da organização separatista ETA José Ignacio de Juana Chaos, após cumprir 21 anos de cadeia, a vice-presidente María Teresa Fernández de la Vega disse que lhe causa "repulsa" que Chaos esteja na rua.

Mas declarou que "o Executivo, da mesma forma que a grande maioria dos espanhóis, acredita na lei e no Estado de Direito como pilares da democracia." De la Vega se referiu à saída da prisão de Chaos em um pronunciamento aos jornalistas na localidade de Cuernavaca, onde iniciou uma visita de cinco dias ao México na primeira parte de sua viagem por quatro países latino-americanos.

"Não gostamos que De Juana esteja na rua, nos repugna. Mas somos melhores porque acatamos escrupulosamente a lei e não toleraremos o menor sinal de menosprezo às vítimas", comentou. EFE bb/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG