Espanha apoiará medidas próprias da UE contra Irã

Madri, 20 abr (EFE).- A Espanha apoiará que a União Europeia (UE) adote suas próprias medidas contra o Irã pelo programa nuclear do país paralelamente às sanções que as Nações Unidas possam impor em breve, mas ainda rejeitadas por membros do Conselho de Segurança da Organização, como Brasil e China.

EFE |

Assim assegurou o secretário de Estado de Assuntos Exteriores da Espanha, Ángel Lossada, durante discurso na Comissão correspondente do Congresso para informar sobre a política espanhola de segurança e desarmamento. Segundo ele, a Espanha é favorável a esgotar a via diplomática.

Lossada também defendeu que, caso nas próximas semanas não haja uma "mudança de atitude" por parte do regime iraniano, se busque o maior consenso possível para que o Conselho de Segurança das ONU imponha sanções.

O secretário explicou que, uma vez aprovadas estas medidas, a UE elaborará catálogos de ações próprias de "apoio e reforço" às possíveis ações da ONU. O Conselho Europeu havia aberto essa possibilidade na cúpula realizada em Bruxelas em dezembro passado.

Além disso, Lossada reiterou o compromisso da Espanha na luta contra a proliferação nuclear, como o chefe do Governo do país, José Luis Rodríguez Zapatero, deixou claro na cúpula nuclear de Washington, na semana passada. EFE cpg/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG