Os eslovacos começaram a votar neste sábado em uma eleição presidencial disputada por sete candidatos, na qual uma mulher aparece pela primeira vez entre os favoritos.

Mais de quatro milhões de eleitores estão registrados para votar no país.

Sete candidatos disputamo o primeiro turno, mas apenas dois passarão ao segundo turno, no dia 4 de abril: de acordo com as pesquisas, serão o atual presidente, Ivan Gasparovic, de 67 anos, e a candidata da oposição, Iveta Radicova, de 52 anos, que possuem, respectivamente 50% e 30% das intenções de voto.

A campanha eleitoral não contou com muito entusiasmo da população, já que a função presidencial é apenas honorária na Eslováquia, uma democracia parlamentar, criada após a dissolução da antiga Tchecoslováquia.

Gasparovic, um jurista, pode ser reeleito ainda no primeiro turno se conseguir mais da metade dos votos.

Neste caso, Radicova, socióloga e deputada democrata-cristã, deve se beneficiar do novo desenho dos apoios políticos no país.

Esta é a primeira vez que uma mulher aparece como favorita em uma eleição presidencial na Eslováquia, antigo país comunista agora integrado à zona do euro.

A participação será um elemento chave para o resultado na eleição em um país onde o voto não é obrigatório.

tab-sof/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.