Escritor Vargas Llosa tem passaporte retido ao desembarcar em Caracas

As autoridades venezuelanas apreenderam nesta quarta-feira o passaporte do escritor peruano Mario Vargas Llosa assim que ele desembarcou no aeroporto de Caracas, denunciou Rocio Guijarro, diretora do instituto Cedice, que convidou o intelectual a participar de um fórum na capital venezuelana.

AFP |

Vargas Llosa "estava saindo do setor de imigração e se dirigia para a esteira de bagagens quando chegaram funcionários que lhe tomaram o passaporte", declarou Guijarro.

Segundo uma fonte extraoficial, o escritor chegou a ser escoltado pelas autoridades até o hotel de Caracas onde ficará hospedado.

Segunda-feira, Alvaro Vargas Llosa, filho do escritor, disse que as autoridades venezuelanas retiveram seu passaporte por cerca de três horas.

Ambos devem participar do fórum internacional intitulado "O desafio latino-americano: liberdade, democracia, propriedade e combate à pobreza", organizado pelo Cedice para os dias 28 e 29 de maio em Caracas.

rsr/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG