Escola é multada depois que aluna perde dedos em aula de artes

Uma escola britânica foi multada em 16.500 libras (cerca de R$ 46 mil), depois que uma aluna de 16 anos perdeu oito dedos ao ficar com as mãos presas em um balde de gesso quente, durante uma aula de artes.

BBC Brasil |

A menina estava fazendo um molde de suas mãos em janeiro de 2007 quando ocorreu o acidente. A professora havia instruído a menina a por as mãos em um balde de argila para fazer o molde, que em seguida seria preenchido pelo gesso de Paris.

Em vez disso, a menina pôs as mãos no balde de gesso, que estava sendo aquecido para endurecer dentro do molde. Dez minutos depois, as mãos da estudante ficaram presas, e nem os professores nem os responsáveis pela segurança na escola, em Lincolnshire, conseguiram soltá-las.

A aluna sofreu sérias queimaduras. A escola admitiu ter violado regras de segurança e saúde e também admitiu ter falhado ao deixar de reportar o caso para as autoridades, que só descobriram o ocorrido depois que o cirurgião da menina entrou em contato.

A escola ainda teve que pagar 2.500 libras (cerca de R$ 7 mil) como parte dos custos do processo judicial. O preparo de grandes quantidades de gesso de Paris pode gerar temperaturas de até 60 graus.

A promotora Jo Anderson, que atuou em nome das autoridades de saúde e segurança, disse que "as mãos da aluna estavam literalmente sendo queimadas enquanto o gesso endurecia em volta delas".

"De forma alguma a aluna poderia, ou deveria ter sido alertada sobre a possibilidade de vir a sofrer catastróficas consequências."

Cirurgiões plásticos fizeram o possível para ajudar a jovem, mas depois de 12 operações, ela perdeu todos os dedos da mão esquerda, e ficou com apenas dois dedos na mão direita.

Falando após o julgamento, o advogado da menina, Stephen Hill, afirmou que sua cliente é uma "jovem extraordinária", que espera entrar para a universidade e se tornar professora em uma creche ou escola primária.

Enxertos de pele

"Ela está muito bem, considerando-se os ferimentos devastadores que sofreu", disse ele.

Segundo o advogado, a menina, que ficou apenas com um dedo indicador e um dedo médio, está cansada de ser submetida a cirurgias.

Além de ter ficado com apenas dois dedos, as cirurgias deixaram várias cicatrizes pelo corpo da jovem, de onde foi retirada pele para ser usada em enxertos na mão.

A escola divulgou um comunicado afirmando que está orgulhosa pelo fato de a jovem ter retomado os estudos e assegurando que as normas de segurança foram revistas e não há riscos de outro acidente como este.

Leia mais sobre escolas

    Leia tudo sobre: escolas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG