Escândalo do leite adulterado chega a Hong Kong

O escândalo do leite adulterado com melamina chegou hoje à ex-colônia britânica de Hong Kong, onde as autoridades sanitárias informaram sobre o primeiro caso de intoxicação, o de uma menina de três anos e meio com cálculos renais.

EFE |

Acordo Ortográfico A criança desenvolveu a doença, incomum entre menores, após ingerir  leite da marca chinesa Yili, uma das principais do país asiático e incluída na lista das 22 empresas envolvidas no escândalo que tirou a vida de quatro bebês e afetou 6.244 pessoas na China.

Nos últimos 15 meses, a menina de Hong Kong tomou de dois a três copos de leite por dia. Segundo o Centro de Proteção Sanitária de Hong Kong, os pais levaram a criança ao hospital depois de o escândalo vir à tona, na semana passada.

Os médicos confirmaram que a menina tinha desenvolvido um cálculo em seu rim esquerdo. Após receber tratamento, a criança deixou o hospital.

O Centro enviou cartas a todos os médicos de Hong Kong para que informem sobre qualquer caso de doença renal entre crianças que possa estar relacionado com a ingestão de leite adulterado com melamina. Na sexta-feira, autoridades retiraram das lojas todos os produtos da marca Yili.

Leia mais sobre leite contaminado

    Leia tudo sobre: leite contaminado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG