A cantora americana Erykah Badu foi autuada em Dallas, no Estado americano do Texas, por tirar toda a roupa quando caminhava em uma rua junto com outros pedestres durante a filmagem de um videoclipe.

Getty Images

Erykah Badu em recente aparição
na televisão norte-americana

Durante a gravação de imagens para o vídeo da música "Window Seat", Badu tirou a roupa enquanto caminhava em direção ao local na cidade onde o presidente John Kennedy foi assassinado em 1963. No vídeo, ouve-se o som de um tiro e ela se joga no chão, sob o olhar das pessoas que passam.

Em entrevista na semana passada ao jornal americano The Dallas Morning News, a cantora de soul, de 39 anos, disse que o vídeo era "um protesto" e um convite para que as pessoas "se libertem".

Inicialmente a polícia disse que não havia recebido nenhuma queixa sobre o vídeo, gravado no dia 13 de março, mas depois que ele começou a ser divulgado na internet, tornou-se tema de programas de rádio e blogues e apareceram queixas.

O diretor da divisão de investigações especiais da Polícia de Dallas, Mike Genovesi, disse que uma testemunha se apresentou na quinta-feira e disse que "viu a Sra. Badu tirar suas roupas em uma rua pública." "A testemunha estava com seus dois filhos pequenos e ficou ofendida", afirmou o policial, segundo "The Dallas Morning News".

Badu foi acusada de "conduta desordeira". Ela pode pagar uma multa de até US$ 500 ou contestar a acusação na Justiça.

Assista ao vídeo de "Window Seat":

Leia mais sobre: Erykah Badu

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.