Erupção do vulcão Lokon já forçou a retirada de 4.600 pessoas na Indonésia

Número de pessoas retiradas duplicou nas últimas horas. Autoridades mantêm alerta vermelho desde segunda (11)

EFE |

Mais de 4.600 pessoas já foram evacuadas na Indonésia desde que o vulcão Lokon, situado no norte das ilhas Célebes, entrou em erupção, na quinta-feira, informou neste sábado a imprensa indonésia.

O vulcão expeliu neste sábado colunas de fumaça e cinza que alcançaram 800 metros de altura. Nos últimos dois dias, o Lokon lançou pedras e lava a um quilômetro e meio de sua caldeira, o que gerou incêndios em florestas dos arredores.

AFP
Vulcão Lokon expeliu nuvens de cinzas que alcançaram 800 metros de altura
O número de pessoas retiradas duplicou nas últimas horas por causa da crescente atividade do vulcão, onde as autoridades mantêm declarado o alerta vermelho desde segunda-feira (11).

O porta-voz do Centro Nacional de Gestão de Desastres, Sutupo Purwo Nugroho, disse que os afetados foram hospedados em seis centros de refugiados na localidade de Tomohon, próxima ao vulcão.

Nugroho também assinalou que "ninguém morreu pelo impacto direto da erupção", depois que uma mulher faleceu na sexta-feira após um ataque cardíaco quando era retirada da região.

A Cruz Vermelha indonésia distribuiu 15 mil máscaras contra a fumaça, informou a agência local "Antara". Cerca de 30 mil pessoas vivem nos arredores do Lokon, uma montanha de 1.580 metros de altura.

O Lokon, um dos 129 vulcões ativos na Indonésia atualmente, produziu cinco erupções nos últimos 20 anos.

A Indonésia se localiza dentro do denominado "Anel de Fogo do Pacífico", uma área de intensa atividade sísmica e vulcânica.

    Leia tudo sobre: indonésiavulcão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG