Erupção de vulcão no Chile gera nova evacuação

Santiago do Chile, 24 jul (EFE).- As autoridades da região de Los Lagos, no Chile, ordenaram uma nova operação para evacuar os habitantes na província de Palena, após novo aumento da atividade do vulcão Chaitén, em erupção desde 2 de maio, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

O Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin) detectou desde ontem grande aumento na atividade sísmica e de expulsão de cinzas, além de uma intensa atividade nas proximidades do vulcão, situado a cerca de 1.200 quilômetros ao sul de Santiago.

"Efetivamente, há bastante atividade. A coluna eruptiva não está tão alta , mas há uma emissão de cinzas bem intensa", explicou à edição eletrônica do jornal "La Tercera" o vulcanólogo do órgão Luis Lara.

Na cidade de Chaitén, situada a 10 quilômetros da cratera e que foi completamente evacuada após o começo da erupção, havia hoje cerca de 200 pessoas que tinham sido autorizadas a viajar para recolher seus móveis e utensílios.

Outras 30 pessoas chegaram anteriormente com o mesmo propósito e se negaram a abandonar novamente suas casas, apesar de a cidade estar inabitável devido às inundações que danificaram grande parte dela depois da primeira evacuação.

A representante do Governo enviada à província de Palena, Paula Narváez, sobrevoou a área junto com o vulcanólogo do Sernageomin, e logo depois foi determinado pelas autoridades o início da evacuação.

A operação foi confirmada pelo prefeito de Chaitén, José Miguel Fritis, que ratificou que a atividade do vulcão "aumentou consideravelmente".

Em Santiago, a medida foi confirmada pela diretora do Escritório Nacional de Emergência (Onemi), Carmen Fernández, que advertiu que "poderia haver uma explosão maior, a coluna poderia se elevar, com uma maior atividade sísmica e poderia haver emissões de piroclastos".

Nesse contexto, Fernández apelou "ao bom senso" das pessoas que estão em Chaitén para que abandonem o local e, desse modo, evitem situações de maior risco. EFE ns/rb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG