Equipes retomam buscas por vítimas de acidente aéreo em N.York

Nova York, 9 ago (EFE).- As equipes de resgate retomaram hoje as buscas pelos restos mortais de cinco pessoas que permanecem desaparecidas nas águas do rio Hudson, em Nova York, após a colisão no sábado entre um helicóptero e um pequeno avião.

EFE |

As equipes de salvamento recuperaram ontem os corpos de três pessoas e, segundo a rede de televisão "CNN", os investigadores localizaram na noite passada o corpo de uma quarta vítima, mas este ainda não foi recuperado.

As autoridades descartaram a possibilidade de encontrar sobreviventes, e com isso o número de mortos seria de nove.

Um dos corpos recuperados é o de um tripulante do avião acidentado, que teria decolado do aeroporto próximo de Teterboro, em Nova Jersey.

A Polícia identificou os tripulantes do avião como Steven Altman, piloto e proprietário do aparelho, o irmão Daniel e o sobrinho Douglas, segundo fontes próximas à investigação consultadas pela "CNN".

A rede de televisão informou que o corpo recuperado do avião é o de Douglas, o sobrinho do piloto.

Os outros dois corpos seriam os de dois dos cinco turistas italianos de Bolonha que viajavam no helicóptero.

O aparelho pertencia à empresa Liberty Helicopter Sightseeing Tours, que oferece voos sobre a zona sul de Manhattan e tinha decolado pouco antes de um heliporto da ilha com os cinco turistas italianos e o piloto a bordo.

O avião viajava para o sul pelo rio Hudson e era de propriedade da LCA Partnerships, segundo o porta-voz do chefe de Polícia de Nova York, Paul Browne.

Testemunhas disseram que os dois aparelhos voavam no mesmo sentido e que o helicóptero desabou em direção à água após a colisão, enquanto o avião perdeu uma asa e levou um pouco mais de tempo para cair.

Os trabalhos de resgate foram dificultados pela pouca visibilidade no rio, de apenas dois ou três pés - entre 60 e 90 centímetros -, frente a uma profundidade de cerca de 30 pés, mais de nove metros.

A colisão aconteceu por volta de 12h (13h de Brasília), em um quente dia de verão (hemisfério norte), no qual as margens do rio estavam cheias de milhares de residentes locais e turistas, que presenciaram o acidente ao vivo. EFE tb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG