Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Equipes resgataram 121 pessoas com vida de escombros no Haiti

Até a noite de terça-feira, 121 vítimas do terremoto da semana passada foram resgatadas dos escombros no Haiti. Os dados foram divulgados nesta terça-feira pelo Escritório para a Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU (Ocha, na sigla em inglês).

BBC Brasil |

 

A entidade informa também que as operações de resgate chegaram a contar com 52 equipes, somando 1820 profissionais de vários países e 175 cachorros treinados.

Porém, na terça-feira esse número havia sido reduzido para 36 grupos de busca.

Hospitais

Em seu mais recente comunicado, a ONU disse também que, antes do terremoto, o país contava com 371 postos de saúde, 217 centros médicos e 49 hospitais. Dos 11 hospitais e centros médicos da capital haitiana, Porto Príncipe, oito desmoronaram ou foram seriamente danificados.

Segundo a entidade, as principais preocupações das equipes médicas são os traumas causados pelo terremoto, mulheres grávidas e a propagação de doenças como o tétano, "que tem uma taxa de mortalidade de 70%".

O Ministério do Interior haitiano começou a espalhar soda cáustica sobre corpos e prédios em que os mortos ainda não foram resgatados para evitar a disseminação de doenças.

Auxílio internacional

A Ocha relata que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos aprovou o envio de 16 milhões de refeições prontas para o país caribenho. Na segunda-feira, 14,5 mil refeições do tipo e 15 mil litros de água foram lançados de paraquedas.

Quanto ao programa de captação de recursos emergenciais da ONU para o Haiti, a organização revela que já conseguiu US$ 120 milhões dos US$ 575 milhões almejados, ou seja, 21%.

Além disso, outros US$ 385 milhões devem chegar ao país por outros programas humanitários.

Finalmente, o Conselho de Segurança da ONU aprovou o envio de mais 3,5 mil militares e policiais para o país. Com isso, o efetivo da Minustah (Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti, na sigla em francês) chegará a 8940 soldados e 12,6 mil pessoas.

 
 
Veja também:

 

Leia mais sobre terremoto

Leia tudo sobre: terremoto

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG