Equipes resgatam 900 pessoas após naufrágio de ferry nas Filipinas

(Atualiza números) Manila, 6 set (EFE).- As equipes de salvamento resgataram hoje 900 pessoas após o naufrágio de um ferry em frente ao litoral de Zamboanga, na ilha filipina de Mindanao, e no qual pelo menos cinco pessoas morreram e 63 estão desaparecidas.

EFE |

A embarcação acidentada levava 968 pessoas - entre elas 847 passageiros, 117 tripulantes e quatro agentes de segurança -, número que não alcançava sua capacidade, de 1,12 mil pessoas.

Entre as vítimas fatais, estão uma criança e um idoso, cujos corpos foram recuperados pela tripulação do "MV Myriad", que salvou 439 pessoas, enquanto uma patrulheira recuperou um terceiro cadáver e outros 170 passageiros com vida.

Segundo os dados divulgados pela Defesa Civil, outras 268 pessoas foram resgatadas pelo "MV Ocean Integrity", enquanto 23 sobreviventes conseguiram subir em outra patrulheira.

Além disso, um navio pesqueiro informou da recuperação de dois cadáveres.

Segundo a Guarda Costeira, todos os resgatados e os cinco cadáveres foram transferidos ao porto, enquanto continuam as operações de busca dos desaparecidos.

A tripulação da embarcação, que viajava de General Santos, em Mindanao, até Iloilo, na ilha de Panay, cerca de 500 quilômetros ao sudeste de Manila, informou na madrugada de hoje que o ferry apresentava problemas e que seu gerador tinha parado de funcionar.

Segundo as autoridades costeiras, antes de seu afundamento, por volta das 10h (23h de Brasília de ontem), a embarcação de 7.268 toneladas começou a virar para boreste, o que provocou o pânico em alguns passageiros, que pularam na água.

Não se sabe se havia pessoas na embarcação quando esta naufragou, pois cerca de 100 membros da tripulação tinha ficado no ferry quando ele começou a virar, em meio a fortes ondas. EFE ntc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG