Equipes procuram sobreviventes após terremoto nas Filipinas

Forte tremor de 6,7 graus de magnitude causa mortes, deslizamentos de terra e colapso de pelo menos 30 casas

iG São Paulo |

Equipes de resgate procuram sobreviventes após um forte terremoto deixar vários moradores da Ilha de Negros, nas Filipinas, soterrados. O número de mortos ainda é incerto: 13 segundo a Associated Press, 15 segundo a BBC e 43 de acordo com a France Presse.

O terremoto de 6,7 graus de magnitude causou o colapso de até 30 casas no vilarejo de Planas, após provocar deslizamentos em montanhas próximas. “A situação é terrível. Como você respira por uma, duas, três horas, se está coberto por terra?”, afirmou o prefeito Ernesto Reyes. “Estamos torcendo pelo melhor, para que tenham sobrevivido."

Saiba mais: Entenda como se formam os terremotos

AP
Moradores correm para locais mais altos após rumor de tsunami nas Ilhas de Negro, nas Filipinas

Os deslizamentos de terra impediram que equipes levassem alimentos e remédios a algumas regiões. Nove pontes foram seriamente danificadas, sendo que em pelo menos quatro a passagem de veículos é impossível.

O tremor aconteceu a uma profundidade de 46 km por volta das 12h no horário local e teve epicentro no mar, entre as ilhas de Negros e Cebu, 70 km ao norte da cidade de Dumaguete. Um alerta de tsunami foi emitido, mas retirado pouco depois.

Vários tremores secundários foram registrados e, segundo o policial Alfred Vicente Silvosa, estariam impedindo moradores de voltarem para suas casas.

“Estamos na praça, não podemos inspecionar os prédios porque ainda é perigoso”, afirmou. “Senti o prédio tremendo, então corri para fora. Tudo caiu: os computadores, as prateleiras, pratos, tudo.”

As Filipinas estão sobre o chamado "Anel de Fogo do Pacífico", uma zona de grande atividade sísmica e vulcânica que é atingida por cerca de sete mil tremores por ano, a maioria moderados.

Com AP e Reuters

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG