Explosão e desabamento em Lahore deixam ao menos nove mortos; autoridades estimam que 32 pessoas estão sob os escombros

Equipes de resgate trabalharam nesta segunda-feira para encontrar dezenas de soterrados nos escombros de uma fábrica que desabou em uma cidade no leste do Paquistão, deixando ao menos nove mortos, segundo autoridades.

Leia também: Desabamento de prédio no Líbano deixa ao menos 24 mortos

Equipes de resgate paquistanesas carregam mulher encontrada nos escombros de um prédio desabado em Lahore
AP
Equipes de resgate paquistanesas carregam mulher encontrada nos escombros de um prédio desabado em Lahore

A fábrica, que manipulava produtos médicos, estava ilegalmente em uma área residencial de Lahore. De acordo com o vice-comissionário da cidade, Ahad Cheema, o prédio desabou depois que diversos cilindros de gás explodiram.

A empresa pertencia a um político local, que usou sua influência para mantê-la aberta, apesar das reclamações dos vizinhos, informou à AP o residente local Munawar Ali.

Registros indicam que cerca de 60 pessoas, incluindo mulheres e crianças, estavam dentro da fábrica quando ela veio abaixo, disse Rizwan Naseer, o chefe de serviços de resgate em Punjab, região cuja capital é Lahore.

Os nove mortos que foram retirados eram cinco mulheres, três meninos e um homem adulto, acrescentou Naseer. Autoridades resgataram 11 pessoas, e muitas outras vítimas conseguiram sair sozinhas dos escombros. Acredita-se que ao menos 32 continuam soterrados.

Trabalhadores de resgate estavam tendo dificuldade em encontrar as outras vítimas sob os escombros, pois as ruas em torno da fábrica são estreitas, o que dificulta o transporte de guindastes e outros maquinários maiores ao local.

Uma garota, Shakila Iqrar, chorou diante dos escombros, dizendo que seu primo e sua irmã mais velha estão embaixo das enormes placas de concreto. "Havia vozes vindo de dentro", disse Shakila. "Eu quero pedir a todos vocês para, por favor, tirá-los daí rapidamente."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.