Equipe descobre cometa que pode ajudar a entender história do Sistema Solar

Astrônomos canadenses, franceses e americanos descobriram um asteróide curioso e cuja surpreendente órbita poderá ajudar na explicação a respeito da origem dos cometas, anunciou nesta quinta-feira o Conselho Nacional de Pesquisas do Canadá (CNRC).

AFP |

Esse asteróide, batizado 2008 KV42, segue uma órbita inversa em torno do Sol.

"Essa órbita bizarra sugere que o 2008 KV42 pode ter sido atraído para o nosso sistema solar a partir da Nuvem de Oort", indicou o CNRC em um comunicado.

"Os cometas podem ser provenientes da Nuvem de Oort, embora essa descoberta possa finalmente nos indicar como (eles) passam pela nuvem para se tornar objetos parecidos com o cometa Halley", acrescentou o organismo ressaltando que o asteróide poderá ser um "elo possível entre a Nuvem de Oort interna e os cometas do mesmo tipo que o Halley".

A Nuvem de Oort é uma esfera teórica que cerca o sistema solar em uma grande distância e conteria bilhões de cometas.

A descoberta do 2008 KV42, primeiro objeto conhecido dessa região a ter uma órbita retrógrada (em sentido inverso), poderá trazer novos elementos ao estudo da História do Sistema Solar.

"Diversas teorias da formação dos confins do Sistema Solar sugeriram a existência desses objetos, mas é muito difícil observá-los", frisou J.J. Kavelaars, do CNRC.

A descoberta foi feita com a ajuda do telescópio Canadá-França-Havaí, no Havaí, e foi acompanhada de observações de confirmação no Arizona e no Chile.

ps/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG