Equipe da AIEA chega amanhã à Síria para checar denúncia de complexo atômico

Viena, 21 jun (EFE).- Uma equipe de três inspetores nucleares, liderados pelo subdiretor da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Olli Heinonen, parte amanhã de Viena para a Síria para investigar se a instalação de Al-Kibar, bombardeada em setembro passado, era um complexo atômico.

EFE |

Após meses de negociações entre a Síria e a AIEA, no início do mês Damasco deixou que os inspetores visitassem o país árabe entre 22 e 24 de junho.

A instalação de Al-Kibar, que fica no deserto do nordeste da Síria, foi bombardeada em 6 de setembro passado, e, segundo imagens por satélite, o local foi completamente limpo após o ataque.

Caso tenha sido uma instalação nuclear, o que é negado pela Síria, os inspetores podem encontrar vestígios de material radioativo, mesmo que novas obras tenham sido feitas no local.

Os Estados Unidos afirmam que a Síria, com a ajuda da Coréia do Norte, estava construindo um reator nuclear em Al-Kibar, com o intuito de utilizá-lo na fabricação de bombas atômicas.

O diretor-geral da AIEA, Mohamed ElBaradei, afirmou esta semana em entrevista à rede de TV "Al Arabyia" que não acredita que a Síria tenha capacidade ou recursos suficientes para levar adiante um programa nuclear.

ElBaradei tinha criticado anteriormente o bombardeio israelense a Al-Kibar e o fato de os EUA terem esperado mais de meio ano para apresentar à AIEA supostas provas sobre uma instalação nuclear na Síria, país que em 1969 assinou o Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP).

Por outro lado, o jornal francês "Le Monde" afirmou em sua edição de quarta-feira que a AIEA recebeu informações de vários países que provariam a teoria de uma cooperação nuclear entre Coréia do Norte e Síria, como é afirmado pelos EUA.

O Governo sírio assegura que Al-Kibar era só uma instalação militar convencional em construção, negou ter intenções de lançar um programa nuclear e pôs em dúvida a credibilidade do serviço secreto americano. EFE jk/bm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG