Equipamentos médicos argentinos são 1ª ajuda estrangeira a chegar ao Chile

Santiago do Chile, 28 mar (EFE).- Equipamentos médicos procedentes da Argentina chegam esta segunda-feira ao Chile no primeiro envio de ajuda internacional após o terremoto que este sábado assolou grande parte do país e causou mais de 700 mortos.

EFE |

Trata-se de três hospitais de campanha da Argentina com equipamentos eletrógenos, duas unidades potabilizadoras, vacinas para hepatite A e telefones por satélite enviados sob a coordenação da Organização Pan-Americana da Saúde.

Segundo informou o Ministério da Saúde do Chile, na área da catástrofe existem 94 estabelecimentos de hospedagem, dos quais oito estão inabilitados, dez apresentam danos severos e estão sendo revisados, e 76 estão operacionais.

Os maiores problemas estão na zona de catástrofe, especialmente nas regiões do Maule e Bío-Bío.

Na Região Metropolitana de Santiago os hospitais funcionam com normalidade e os doentes estão bem atendidos, asseguram as autoridades.

A maioria dos recintos de hospedagem na capital do país sofreu apenas quedas de tetos falsos e fendas em revestimentos e tabiques, mas não danos estruturais.

No resto do país, desde Arica, a região mais ao norte, até Valparaíso, no litoral central, a rede assistencial funciona com normalidade e, segundo as primeiras revisões, não existem danos estruturais graves.

Por outro lado, o Exército desdobrou pessoal e recursos nas regiões devastadas após os requerimentos feitos pelas autoridades para ajudar as vítimas do terremoto de mais de oito graus de magnitude na escala aberta de Richter. EFE mf/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG