Equador teme pela vida de Correa

O Equador revisará os convênios militares com os Estados Unidos, por temer que as denúncias sobre uma suposta infiltração da CIA coloquem em risco a vida do presidente Rafael Correa, disse o ministro da Defesa, Javier Ponce.

AFP |

"Não satanizamos os convênios, mas acredito que é importante colocá-los sobre a mesa e discutir o que está por trás dos convênios", destacou Ponce, antes de afirmar ser favorável a reorientar a capacitação de oficiais equatorianos nos Estados Unidos.

O ministro afirmou que o tema será analisado, apesar das implicações que pode ter para "a vida de Correa e a estabilidade da democracia equatoriana", dado o caráter "repressivo" que atribuiu ao governo de George W. Bush.

"Onde há fortes interesses geopolíticos, de países hegemônicos com características tão repressivas como o de Bush, onde as posições do presidente freiam interesses de poderes; é lógico que se tema pela vida e se tema pela estabilidade da democracia", afirmou ao jornal El Universo.

vel/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG