Equador reduz alerta de tsunami e mantém medidas de precaução

Quito, 27 fev (EFE).- O Governo do Equador mantém medidas de precaução nas áreas litorâneas e nas Ilhas Galápagos, após reduzir o estado de alerta, que disparou após a possibilidade de um tsunami no oceano Pacífico, provocado pelo terremoto de 8,8 graus na escala Richter que afetou nesta madrugada o Chile.

EFE |

Felipe Bazán, subsecretário de Resposta da Secretaria Nacional de Gestão de Risco (SNGR), indicou à Agência Efe que rebaixou o nível de alerta a uma de precaução e prevenção, após confirmar que o perigo havia passado.

O terremoto ocorreu às 3h36min da madrugada e o epicentro foi a 63 quilômetros ao sudoeste da cidade de Cauquenes, a 50 quilômetros de profundidade, o que é considerado superficial, portanto de maior intensidade.

O Governo chileno confirma até agora 78 mortes. O tremor também foi sentido na Argentina e na cidade de São Paulo.

A presidente Michelle Bachelet decretou estado de catástrofe nas regiões de Maule, Bio-Bio e Araucania. EFE fa/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG