Equador recebe remédios contra gripe

Quito, 11 mai (EFE).- O Equador já conta com as primeiras 40 mil doses de Tamiflu, um antiviral utilizado para combater o vírus A (H1N1), caso a doença chegue a este país andino, informou hoje uma fonte do Ministério da Saúde equatoriano.

EFE |

A fonte disse à Agência Efe que cada dose do tratamento é formada por dez comprimidos, que devem ser consumidos durante cinco dias.

O subsecretário de Proteção Social do Ministério da Saúde, Marcelo Aguilar, disse que cada uma dessas doses de tratamento foi adquirida a um custo de US$ 16, e que estes antivirais serão distribuídos apenas aos pacientes quando forem confirmados casos de gripe suína.

"Esses remédios são de uso privativo e exclusivo do Ministério da Saúde. Esses não saem à circulação pública, porque são remédios de uso extremamente delicado", disse à "Rádio Quito".

Dependendo da necessidade, o medicamento será distribuído apenas aos hospitais adequados para atender possíveis casos de gripe suína.

O Equador suspendeu a restrição à entrada no país de pessoas que embarcarem em aeroportos do México, medida de precaução aplicada no final de abril, diante do avanço da gripe suína que afeta essa nação americana.

Além disso, uma fonte do Ministério da Saúde confirmou à Efe que foram suspensas as restrições à entrada de passageiros provenientes de países que foram afetados pela gripe suína, mas serão mantidos estritos controles epidemiológicos nos terminais aéreos, em portos marítimos e nas fronteiras.

Os passageiros que vierem do México e dos EUA, onde começou o foco, devem declarar o local onde estarão no Equador e se dirigir a unidades sanitárias, caso haja sintomas de gripe, para serem avaliados.

A medida coincidiu com a eliminação das restrições à importação de carne e de material genético suíno, aplicadas quando foi emitido o alerta pelo avanço da gripe suína.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE sm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG