Equador pede atenção mesmo sem casos de gripe suína

Quito, 28 abr (EFE).- A ministra da Saúde equatoriana, Caroline Chang, descartou hoje que exista no país algum caso de gripe suína, nem sequer algum suspeito, mas pediu que a população esteja prevenida para evitar a possibilidade de um foco.

EFE |

"Não existe no Equador nenhum caso, nem suspeito, nem provável, muito menos confirmado", disse a ministra.

Segundo Chang, estão sendo intensificadas as ações de controle e vigilância epidemiológica, por isso estão preparados para realizar exames nos que apresentarem possíveis sintomas da doença.

Chang acrescentou que foram adotadas medidas em portos e aeroportos e, embora não haja um pedido da Organização Mundial da Saúde (OMS) para não ir ao México e aos Estados Unidos, sugere-se evitar viagens a esses países, a menos que sejam necessárias.

Além disso, pediu que, se alguém tiver a sintomatologia da doença, que vá imediatamente a um centro de saúde, e que não recorra à automedicação.

A ministra disse também que, até o momento, não há nenhum caso de passageiro isolado por suspeita da doença. EFE sm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG