Equador: opositores e governistas encerram campanha com grandes mobilizações

Guayaquil (Equador), 25 set (EFE).- Grandes atos organizados pelo Governo e pela oposição marcaram hoje, na cidade portuária de Guayaquil, o fechamento das campanhas para o referendo constitucional do próximo domingo.

EFE |

O movimento governista Aliança País, liderado pelo presidente Rafael Correa, reuniu milhares de adeptos do "sim" à nova Carta Magna em um estádio da cidade, considerada um reduto dos opositores.

Esses, por sua vez, organizaram uma imensa caravana de carros e pessoas a pé, liderada pelo prefeito Jaime Nebot.

Os que são contrários ao projeto constitucional de Correa se reuniram no estádio Monumental, do time mais popular do país, o Barcelona, e depois saírem em carreata a uma das áreas mais pobres da cidade.

O próprio prefeito liderou a manifestação, o que deixou seus seguidores ainda mais animados e unidos em torno do "não" à Constituição.

A mobilização dos opositores foi marcada pela exibição de uma série de cartazes religiosos, o que se explica pelas críticas desse grupo ao fato de o texto constitucional ser a favor do aborto e às uniões dos homossexuais Por isso, a manifestação também teve o apoio das igrejas Católica e Evangélica, e de estudantes de universidades particulares, que classificam o projeto governista como "totalitário".

Por sua vez, o movimento governista lotou o estádio Alberto Spencer, onde Correa foi pessoalmente participar do encerramento da campanha.

Tomado pela cor dos governistas, o verde claro, e por bandeirolas estampadas com um "sim", o local da mobilização dos defensores da Constituição recebeu muitos políticos e artistas nacionais e estrangeiros. EFE fa/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG