Equador negocia compra de 24 aviões brasileiros de combate SuperTucano

O Equador está negociando com a Embraer a compra de 24 aviões de combate SuperTucano, dentro do plano do governo para reforçar a vigilância nos limites com a Colômbia, informou a imprensa nesta terça-feira citando um chefe militar.

AFP |

O presidente Rafael Correa anunciou segunda-feira um plano para melhorar a capacidade operacional das Forças Armadas que inclui a aquisição dos aviões brasileiros, assinalou o comandante da Força Aérea, general Rodrigo Bohórquez.

"Já começaram as negociações com a Embraer", afirmou em declarações divulgadas pelo jornal Expreso.

Correa também anuncióou o reforço da frota K-fir, composta por sete caças de fabricação israelense, embora ainda não tenha sido feito o orçamento, informou o general.

"Trata-se mais de uma modernização", insistiu.

O presidente equatoriano justifica o gasto militar alegando a incursão colombiana em seu território contra um acampamento da guerrilha das Farc, que resultou numa severa crise diplomática com Bogotá.

Entre os planos também estão previstos equipamentos eletrônicos e radares para a Força Terrestre.

vel/fj/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG