Equador não planeja colaboração contra Farc com Colômbia e Peru

Quito, 16 jun (EFE) - As Forças Armadas equatorianas não tem planos de uma possível coordenação com os Exércitos de Colômbia e Peru para lutar contra as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), segundo um comunicado oficial divulgado hoje.

EFE |

A nota do Ministério da Defesa do Equador responde a informações "surgidas na imprensa local" e precisa que "não há qualquer plano para executar operações coordenada, combinadas ou conjuntas na luta contra as Farc".

"Reiterou-se várias vezes que as Forças Armadas equatorianas combatem a presença de agrupamentos irregulares estrangeiros que entram em território nacional, que, ao ser detectadas, são capturadas e colocadas a ordens da justiça", acrescenta a nota.

Além disso, a nota afirma que os militares equatorianos "realizam permanentes operações que permitiram desmantelar instalações utilizadas pelo tráfico de drogas ou por agrupamentos irregulares".

Nos últimos anos, o Equador reiterou que não tinha intenção de se envolver no conflito colombiano e que suas tropas não participariam de operações como as da Colômbia.

Em 1º de março, a Colômbia realizou uma operação militar contra um acampamento das Farc em território equatoriano onde morreram 26 pessoas, entre elas o porta-voz internacional dessa guerrilha, "Raúl Reyes".

A incursão fez com que, dois dias depois, Quito rompesse suas relações com Bogotá, pela violação de seu território, em uma ação militar fora de suas fronteiras que foi rejeitada pelo Grupo do Rio e pela Organização dos Estados Americanos (OEA). EFE cho/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG