Equador marca eleição geral para abril

QUITO (Reuters) - Os equatorianos irão às urnas em 26 de abril de 2009, pela quarta vez em quase dois anos, para eleger presidente, vice-presidente, parlamentares e autoridades locais, conforme prevê a nova Constituição, disse o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) na terça-feira. A eleição geral permitirá relegitimar as autoridades eletivas depois da aprovação da nova Carta em um referendo em 28 de setembro, quando o projeto apoiado pelo presidente socialista Rafael Correa obteve amplo respaldo popular.

Reuters |

Segundo o cronograma aprovado pelo CNE, no domingo ocorrerá a convocação oficial para as eleições, e de imediato se abrirá o processo para registrar os partidos e movimentos políticos interessados em participar. A campanha eleitoral ocorrerá nos meses de março e abril.

Estima-se que 50 mil equatorianos se candidatem aos cerca de 6.000 cálculos.

(Por Alexandra Valencia)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG