Equador diz a Lula que pagará parcela do empréstimo do BNDES

COSTA DO SAUÍPE - Durante encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do Equador, Rafael Correa se comprometeu a pagar a parcela de dezembro do empréstimo concedido pelo BNDES ao país. Mesmo assim, o presidente equatoriano disse que mantém o questionamento da dívida junto a um organismo internacional.

Reuters |

Lula recebeu Correa nesta quarta-feira por quase uma hora para tratar do assunto, quando o Equador comunicou que vai honrar a próxima parcela da dívida com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, que vence em 29 dezembro, segundo um assessor do Planalto.

Os presidentes, que se reuniram após a Cúpula da América Latina e do Caribe realizada na Bahia, também concordaram em tentar conduzir a questão de uma forma mais tranquila.

O Equador entrou em novembro com uma ação de arbitragem na Câmara de Comércio Internacional de Paris para rever o empréstimo com o BNDES no valor de 243 milhões de dólares. Os recursos foram destinados a uma usina hidrelétrica construída pela empreiteira brasileira Odebrecht e que apresentou defeito.

"Está no contrato", disse Correa a jornalistas antes do encontro com Lula, referindo-se à posição de seu país de tentar rever o acordo.

"Este problema, que começou financeiro, se transformou em problema diplomático. De nossa parte, não temos problema com o Brasil, com o presidente Lula, mas estamos em nosso legítimo direito de fazer isso", acrescentou o presidente equatoriano.

    Leia tudo sobre: equador

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG