Equador confirma 7 novos casos da gripe

Quito, 20 mai (EFE).- A ministra da Saúde Pública do Equador, Caroline Chang, confirmou hoje que foram comprovados seis novos casos da gripe suína na cidade portuária de Guayaquil, e outro em Quito, aumentando para oito o total de ocorrências detectadas no país.

EFE |

Em entrevista coletiva, Chang alertou para a rápida expansão da doença depois que, na sexta-feira, foi detectado o primeiro caso.

Em Guayaquil, foram infectados cinco menores e um adulto, enquanto em Quito seria uma estrangeira que teria chegado ao país há alguns dias procedente de uma nação não especificada da América do Norte.

Aparentemente, um dos menores entrou em contato direto com o primeiro menino contagiado, um menor de 12 anos que recentemente viajou aos Estados Unidos, enquanto "está sob investigação o vínculo epidemiológico com viajantes ou possíveis viagens ao exterior" dos outros portadores do vírus.

Como medida preventiva, a ministra anunciou que serão suspensas as aulas em quatro colégios ligados às crianças contagiadas.

Apesar da detecção dos novos casos, Chang reiterou que não há confirmação da circulação do vírus pelo país, e lembrou que o Equador se encontra em estado de emergência, o que permite "tomar todas as medidas preventivas".

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE ic/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG