O presidente do Equador, Rafael Correa, condendou neste sábado as pressões que vem sofrendo para restabelecer as relações diplomáticas com a Colômbia após o resgate da franco-colombiano Ingrid Betancourt, que estava nas mãos das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) há seis anos e quatro meses.

"Estamos sofrendo muitas pressões para retomar as relações com a Colômbia. Estão falando que Correa está ficando isolado no cenário internacional. Não entendo do que estão falando", disse o presidente em seu informe semanal transmitido pela televisão.

Correa confirmou a posição do Equador: "Enquanto não tivermos um governo decente com o qual tratar na Colômbia, as relações não serão retomadas, e esta postura é invariável até que haja uma mudança significativa do descaso e do desrespeito que sempre a Colômbia demonstrou em relação ao Equador.

SP/cd/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.