Equador condena ataque racista contra equatoriano em Nova York

O Equador condenou nesta quarta-feira o grave ataque racista cometido contra um equatoriano em Nova York, e expressou preocupação com o aumento da xenofobia nos Estados Unidos, segundo um comunicado da chancelaria do país sul-americano.

AFP |

O governo "condena esta agressão brutal, que ocorre um mês depois do assassinato do equatoriano Oswaldo Marcelo Lucero, também por motivos racistas", diz a nota.

José Sucuzhanay, 31 anos, está à beira da morte desde que foi agredido domingo passado no bairro do Brooklyn, em Nova York.

Segundo sua família, os agressores o atacaram com um taco de beisebol proferindo insultos racistas. O homem está respirando através de aparelhos, e os médicos estão pessimistas quanto a sua recuperação.

O governo do Equador transmitiu às autoridades americanas "preocupação com o aumento da xenofobia" nos Estados Unidos, informou o ministério das Relações Exteriores de Quito.

A chancelaria equatoriana afirmou que acompanhará o caso "até que os autores desse crime hediondo sejam julgados e condenados".

vel/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG