Equador afirma ter superado problema diplomático com Brasil

Quito, 12 jan (EFE).- O Equador disse hoje que o problema com o Brasil já foi superado, após o anúncio da volta do embaixador brasileiro Antonino Marques Porto a Quito, mas continua a disputa comercial e financeira com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e com a construtora Odebrecht.

EFE |

"Acho que o problema com o Brasil está superado", declarou hoje o ministro das Relações Exteriores equatoriano, Fander Falconí, em entrevista coletiva, na qual insistiu em que a disputa com o BNDES e a Odebrecht não afeta as relações com o Governo brasileiro.

O Equador impugnou um empréstimo do BNDES para que a Odebrecht construa a usina hidroelétrica de San Francisco, no centro dos Andes equatorianos, após terem sido detectadas falhas em sua estrutura.

Falconí voltou hoje a insistir em que esse é "um tema unicamente financeiro e comercial, e que não tinha porquê interferir nas relações diplomáticas".

Além disso, ressaltou que, em um momento em que na América Latina vários Governos progressistas impulsionam a integração regional e se aprofundam as ações de cooperação entre estes países, "a relação com o Brasil é de suma importância para nós".

"O caso específico com a Odebrecht e o BNDES nunca foi uma demanda contra o Governo brasileiro", repetiu Falconí, após lembrar que o processo comercial continua na Corte Internacional de Apelações da Câmara de Comércio Internacional de Paris.

O chanceler destacou que espera a chegada do embaixador brasileiro para a próxima semana, mas explicou que o dia específico ainda não foi comunicado pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil. EFE fa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG