Epson pagará US$ 26 milhões por conspirar contra livre mercado

Los Angeles (EUA.), 25 ago (EFE).

EFE |

- A companhia japonesa Epson Imaging Devices Corporation pagará US$ 26 milhões após se declarar culpada por conspiração, para fixar os preços das telas de cristal líquido no mercado internacional, informou hoje o Departamento de Justiça americano.

O nome da Epson se uniu assim ao de uma lista de empresas asiáticas que, nos últimos anos, confessaram relações em uma rede de monopólios para controlar a comercialização de telas TFT-LCD, normalmente instaladas em telefones celulares, monitores de computador e televisores.

A Epson, com sede no Japão e subsidiária da Seiko Epson Corporation, acordou abonar uma multa de US$ 26 milhões e colaborar com as autoridades na investigação que ainda segue aberta.

O tratamento entre a Procuradoria e os defensores japoneses está sujeito à aprovação definitiva da Corte Federal do distrito de San Francisco, onde se tramitaram as denúncias.

A empresa japonesa reconheceu que, entre outono de 2005 e meados de 2006, manteve conversas com outras entidades conspiradoras no Japão, para determinar o preço ao qual vendeu posteriormente telas para celulares Razr à americana Motorola. EFE fmx/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG