Epson pagará multa de US$ 26 milhões por conspiração

A empresa japonesa de produtos eletrônicos, Epson Imaging Devices Corp. se declarou culpada e pagará uma multa de 26 milhões de dólares por seu papel em uma conspiração para fixar o preço de um componente, informou nesta terça-feira o Departamento de Justiça (DoJ) norte-americano.

AFP |

A Epson, uma filial da Seiko Epson Corp., conspirou na fixação dos preços de venda de telas Thin Film Transistor-Liquid Crystal Display (TFT-LCD) vendidas à empresa norte-americana Motorola Inc., que foram usadas nos celulares Razr desde o outono (hemisfério norte) de 2005 até meados de 2006, indicou o DoJ em um comunicado.

As telas TFT-LCD são usadas em monitores de computadores, em laptops, em televisores, em telefones celulares e em outros equipamentos eletrônicos.

Nove países asiáticos também foram acusados e a justiça estipulou multas que somam 616 milhões de dólares à LG Display (Coreia do Sul), à Sharp Corp. e à Hitachi Displays Ltd. (Japão) e à Chungwa Picture Tubes Ltd. (Taiwan).

cl/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG