Episódios de violência antecedem eleições presidenciais em El Salvador

Uma pancadaria em pleno centro da capital salvadorenha entre militantes de direita e de esquerda, e a destruição de uma ponte de madeira na fronteira com Honduras, aumentaram neste sábado o clima de tensão para as eleições presidenciais de domingo, informaram fontes oficiais.

AFP |

O incidente entre militantes da Aliança Republicana Nacionalista (Arena, direita, governo) e vendedores de rua simpatizantes da Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional (FMLN, esquerda), foi registrado no centro oeste da capital, constataram jornalistas da AFP.

Uma porta-voz da Polícia confirmou que desconhecidos incendiaram uma ponte de madeira que servia como ponto de passagem na fronteira entre as cidades de Victoria e Mapulaca (Honduras), cerca de 100 km a nordeste de San Salvador.

Um agente da Polícia de Victoria, no departamento de Cabañas, disse à AFP que desconhece as motivações da destruição da ponte e aqueles que a praticaram.

Nas eleições legislativas passadas, moradores de Victoria haviam denunciado a suposta chegada de hondurenhos para votar.

Neste sábado, a tensão permanecia em outras estradas que levam às diferentes fronteiras, onde simpatizantes do FMLN regulavam a entrada de cidadãos de países vizinhos, como Guatemala, Honduras e Nicarágua, para evitar que pessoas com documentação falsa entrassem no país.

cmm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG