Genebra, 8 jan (EFE).- A epidemia de cólera no Zimbábue não pára de crescer, e já chega a 1.

822 o número de mortos desde agosto, de acordo com os últimos dados divulgados hoje pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

No total, foram diagnosticados 36.671 casos suspeitos da doença, que afeta as dez províncias do país.

A OMS, no entanto, considera que os dados disponíveis são incompletos, por causa dos problemas de comunicação existentes no Zimbábue e pela falta de pessoal médico, em meio a uma crise geral em todos os aspectos no país.

A capital, Harare, é a região mais afetada, com mais de dez mil doentes.

Há semanas as agências humanitárias da ONU se preparam para um cenário que prevê a infecção de 60 mil pessoas, principalmente por considerarem que já começou a temporada de chuvas, que facilita a transmissão da doença. EFE vh/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.