Enzima pode evitar metástase do câncer de mama

(Embargada até as 16h de Brasília) Londres, 8 fev (EFE).- Uma parte da estrutura de uma enzima chamada CHIP pode deter o câncer de mama e evitar sua propagação para outros órgãos saudáveis, segundo um estudo publicado hoje pela revista britânica Nature Cell Biology.

EFE |

O estudo, realizado pela Universidade de Tsukuba (Japão) e liderado por Junn Yanagisawa, revela que o regulador genético SRC-3 - presente na enzima - conta com as propriedades necessárias para impedir a metástase deste tipo de câncer, ao atacar os caminhos que usa para chegar a outras áreas do organismo.

Além disso, a própria enzima seria capaz também de degradar as proteínas causadoras do câncer, o que impede que estas células cresçam de maneira agressiva e descontrolada no organismo.

Em um teste com ratos, a equipe descobriu que a presença da enzima impedia a metástase do tumor, enquanto sua supressão acelerava o processo.

Tudo isso, afirma o estudo, abre uma nova etapa no tratamento desta doença, cuja primeira causa de morte está na reprodução do tumor. EFE avh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG