As mulheres que sofrem enxaquecas têm risco 30% menor de sofrer câncer de mama, segundo um estudo publicado nos Estados Unidos.

"Descobrimos que geralmente as mulheres que sofreram de enxaqueca têm 30% a menos de risco de desenvolver câncer de mama em comparação com as que não sofreram", afirma o doutor Christopher Li, do centro de câncer Hutchinson em Seattle, coordenador do estudo publicado na edição de novembro da revista 'Cancer Epidemiology, Biomarkers and Prevention'.

O mecanismo biológico que explica a relação entre as enxaquecas e o câncer de mama ainda não está bem compreendido, destacam Li e sua equipe. Porém, os cientistas supõem que pode estar vinculado às flutuações dos níveis dos hormônios no sangue.

Os antecedentes de enxaquecas parecem reduzir o risco dos subtipos de câncer mais freqüentes, que estão relacionados com o receptor positivo de estrogênio ou de progesterona.

"As enxaquecas parecem ter um componente hormonal na medida em que estas acontecem mais freqüentemente nas mulheres que nos homens e vários dos desencadeantes conhecidos estão vinculados aos hormônios", disse Li.

js/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.