Enviado israelense negocia libertação de soldado refém no Cairo

Um negociador israelense participou de conversações no Cairo, nesta quinta-feira, sobre os esforços para libertar um soldado do Exército de Israel, sequestrado pelo Hamas em Gaza há mais de dois anos, indicou uma fonte oficial israelense.

AFP |

Ofer Dekel, ex-diretor do Shin Beth - o serviço secreto israelense -, se encontrou com o chefe da inteligência egípcia e mediador Omar Suleiman, retornando a Israel em seguida, segundo a fonte.

O soldado Gilad Shalit foi capturado por militantes do grupo radical islâmico Hamas na fronteira com a Faixa de Gaza em junho de 2006.

Dekel foi ao Cairo munido de uma lista de prisioneiros palestinos que Israel estaria disposto a soltar em troca da libertação de Shalit, informou a rádio militar israelense.

O Hamas exige que o Estado hebreu libere mais de 1.000 prisioneiros palestinos, muitos deles envolvidos em ataques contra Israel.

O grupo radical palestino explicou que estava perto de aceitar o acordo egípcio estabelecendo uma trégua de 18 meses com Israel, mas as negociações foram interrompidas depois que o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, exigiu a libertação de Shalit como condição para sua assinatura.

an/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG