Enviado especial da ONU pede volta da ordem constitucional na Mauritânia

Nuakchott, 10 ago (EFE).- O enviado especial do secretário-geral da ONU para a África Ocidental, Said Dyinnitt, reivindicou a volta à ordem constitucional após uma reunião ontem à noite com o autoproclamado presidente do Alto Conselho de Estado da Mauritânia, o general Mohammed Ould Abdelaziz.

EFE |

Dyinnitt afirmou que "o mais importante agora é voltar à ordem constitucional".

"Expressei a grande preocupação da comunidade internacional em relação à mudança do Governo e perguntei sobre as intenções das autoridades para a volta da ordem constitucional", disse o enviado da ONU.

Dyinnitt, que chegou ontem à noite a Nuakchott, acrescentou que "é preciso preparar as condições nas quais esta volta se faça o mais rápido possível".

O presidente deposto está detido pelos militares desde o dia 6 de agosto.

Após dar o golpe de Estado, os generais anunciaram a criação de um Alto Conselho de Estado e prometeram a realização de eleições presidenciais para "o mais em breve possível". EFE mo-hm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG