Enviado dos EUA ao Sudão inicia viagem para promover paz em Darfur

Washington, 22 mai (EFE).- O enviado especial dos Estados Unidos para o Sudão, Scott Gration, iniciará neste sábado uma viagem de uma semana que o levará a China, Catar, Reino Unido e França para afinar posições sobre o processo de paz na região de Darfur, oeste do Sudão.

EFE |

Gration chegará neste sábado a Pequim, onde se reunirá com autoridades chinesas, entre elas o representante para Darfur, Liu Guijin.

Depois, irá a Doha para participar de uma reunião de enviados especiais para Darfur procedentes de China, Rússia, Reino Unido, França e União Europeia (UE), informou hoje o porta-voz do Departamento de Estado americano, Ian Kelly.

O encontro servirá para afinar posições sobre o processo de paz, liderado pelo mediador da ONU e da União Africana (UA) para Darfur, Djibril Bassolé.

Em seguida, ele viajará de Doha a Londres, onde se reunirá com autoridades britânicas e manterá uma reunião com a troika do Sudão (Noruega, Reino Unido e Estados Unidos), afirmou Kelly.

Também participará de um encontro do Grupo de Contato do Sudão (Canadá, UE, França, Holanda, Noruega, Reino Unido e EUA) para abordar assuntos relacionados com o cumprimento do Acordo Amplo de Paz (APC) de 2005.

Por último, vai a Paris para se reunir com autoridades francesas e tentar convencer Abdul Wahid, líder de uma facção do Exército de Libertação do Sudão (SLA, em inglês), que se una ao processo de paz.

Gration voltará a 1º de junho a Washington, detalhou Kelly. EFE cae/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG