Enviado de Bento XVI chega a Taiwan para consolar vítimas de tufão

Taipé, 4 ago (EFE).- Um enviado do papa Bento XVI chegou hoje a Taiwan para uma visita de nove dias, período no qual vai participar de uma conferência internacional de ajuda humanitária e consolará os desabrigados pelo tufão Morakot, que matou mais de 600 pessoas em agosto.

EFE |

A partir do próximo dia 7, o cardeal Josef Cordes, presidente do Conselho Pontifício Cor Unum, comandará uma espécie de retiro espiritual que será realizado com os chefes das organizações beneficentes da Igreja Católica na Ásia.

O cardeal também visitará os distritos de Pingtung e Kaohsiung, muito afetados pelo tufão "Morakot", considerado o mais devastador dos últimos 50 anos.

"Neste momento em que se inicia o trabalho de reconstrução, a visita do cardeal representa um grande consolo para nosso povo", diz um comunicado da diplomacia taiuanesa.

Quatro cardeais, 60 arcebispos e outros 450 católicos de 29 países asiáticos participarão dos exercícios espirituais comandados por Cordes.

"Esta conferência é o evento religioso de maior envergadura organizado pela Igreja Católica em Taiwan nos últimos anos", destacaram as autoridades diplomáticas de Taiwan.

O Conselho Pontifício Cor Unum, fundado por Paulo VI em 1971, é o órgão da Santa Sé encarregado de prestar assistência humanitária internacional. EFE flp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG