ENTREVISTA-UE alerta sobre impacto econômico da nuvem vulcânica

Por Bate Felix e Julien Toyer BRUXELAS (Reuters) - A economia da União Europeia enfrentará sérias consequências se a nuvem de cinzas vulcânicas que provocou o cancelamento de voos pelo continente prosseguir por muito tempo, disse o comissário europeu do comércio nesta segunda-feira.

Reuters |

"Se isso for demorar, significaria de fato um transtorno muito sério à vida econômica da Europa", disse o comissário Karel De Gucht à Reuters numa entrevista.

De Gucht afirmou que não arriscaria falar em um número sobre o impacto da crise até agora no comércio da União Europeia.

"O que me dá um pouco de medo é que não há um timer nesse vulcão", afirmou.

Os ministros dos Transportes europeus discutiram a crise após uma reunião da agência de controle da aviação européia, a Eurocontrol, que disse na segunda-feira que esperava que entre 8 mil e 9 mil vôos operassem na Europa, uma redução de 70 por cento em relação a um dia normal.

Mais cedo na segunda, o braço executivo da UE afirmou que estava avaliando a possibilidade de abrandar as regras européias de ajuda estatal para auxiliar as companhias aéreas atingidas por prejuízos na casa dos milhões de euros.

De Gucht afirmou que não havia sido tomada nenhuma decisão no nível europeu para fornecer assistência às companhias aéreas e que qualquer pedido de ajuda seria feito pelas empresas aos governos de seus respectivos países.

"Dado o fato de que é um desastre natural, posso imaginar que medidas apropriadas serão tomadas e elas não necessariamente seriam incompatíveis com a OMC porque são resultado de um desastre natural", afirmou De Gucht.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG