Entra em funcionamento o maior acelerador de partículas do mundo

O Gran Colisor de Hádrons (LHC, na sigla em inglês), o maior acelerador de partículas do mundo, entrou em funcionamento nesta quarta-feira perto de Genebra, com o objetivo de revelar os segredos da matéria e da origem do universo.

AFP |

Um primeiro feixe de prótons foi injetado no LHC, um anel de 27 km de circunferência esfriado a 271,3 graus abaixo de zero, 100 metros sob a terra na fronteira entre França e Suíça.

"Depois da injeção do feixe foram necessários cinco segundos para obter dados", declarou o diretor do projeto LHC, Lyn Evans.

As colisões de prótons que serão provocadas no interior do LHC devem permitir detectar partículas elementares que não foram observadas até hoje, entre estas o bóson de Higgs, a última peça do quebra-cabeças chamado "Modelo Standard", que resume os conhecimentos atuais da física das partículas.

As três energias colocadas em prática vão propulsar partículas a mais de 99,9999% da velocidade da luz e permitirão criar durante uma fração de segundo o estado do Universo do Big Bang, ou seja o nascimento do Universo há 13,7 bilhões de anos.

O projeto, com um custo de 3,76 bilhões de euros, teve participação em mais de 10 anos de físicos e engenheiros de todo o mundo.

boc/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG