Entenda as eleições legislativas dos Estados Unidos

Saiba o que está em jogo na votação que acontece na terça-feira em todos os Estados americanos

Luísa Pécora, iG São Paulo |

© AP
O Capitólio, sede do Congresso americano em Washington (04/11/2008)
Americanos vão às urnas em 2 de novembro para escolher seus representantes nas duas Casas do Congresso do país: a Câmara e o Senado. Além disso, moradores de alguns Estados vão eleger governadores e votar em emendas que podem alterar leis regionais. 

Saiba o que está em jogo nas eleições de terça-feira:

O que são as eleições legislativas?
Nas eleições legislativas, os eleitores americanos escolhem representantes para as duas Casas do Congresso (a Câmara e o Senado), enquanto alguns Estados também votam para governador.

A votação é conhecida como “midterm election”, ou eleição de meio de mandato, porque acontece na metade do mandato de quatro anos do presidente. Por isso, as eleições legislativas são vistas como uma espécie de “plebiscito” sobre o governo: uma vitória de seu partido nas urnas indica aprovação popular e uma derrota mostra insatisfação.

Qual a importância das eleições legislativas de 2010?
Hoje, o presidente Barack Obama, do Partido Democrata, tem maioria na Câmara e no Senado, e manter essa vantagem seria importante para facilitar a aprovação de sua agenda no Congresso.

Por sua vez, os governadores são considerados peças importantes para a próxima campanha presidencial, que acontecerá em 2012. Para Obama, é interessante ter democratas no governo dos Estados, principalmente aqueles sem tendência partidária clara. É o caso de Ohio e Pensilvânia, por exemplo, dois dos chamados “swing states”, onde não há uma tradição de vitória de só um partido, com os eleitores se dividindo entre democratas e republicanos.

Qual partido tem mais chance de sair vitorioso?
É comum que o partido do presidente perca vagas no Congresso durante as eleições legislativas, principalmente quando está em seu primeiro mandado. Em 2010, os problemas econômicos - em especial a alta taxa de desemprego - prejudicam os democratas. Pesquisas apontam que o partido deve perder a maioria na Câmara, o que também pode ocorrer no Senado, embora com menor probabilidade.

Como funciona a eleição no Senado?
No Senado americano, o número de representantes, como são chamados os congressistas, é o mesmo para todos os Estados: dois. Por isso, no total a Casa possui cem cadeiras. Cada senador tem mandato de seis anos e a renovação ocorre gradualmente. Neste ano, 37 vagas serão disputadas.

Como funciona a eleição na Câmara?
A Câmara é a maior das duas casas do Congresso americano: são 435 cadeiras e todas elas serão disputadas na eleição deste ano. O mandato de cada representante dura dois anos.

Todos os 50 Estados americanos possuem representação na Câmara, e o número de vagas para cada Estado é proporcional à população – de acordo com dados do Censo nacional, realizado a cada dez anos (o último em 2000). Por isso, regiões mais populosas possuem mais representantes.

Estados menores – como Wyoming, Alasca e Montana, por exemplo – possuem apenas um representante. Por isso, a eleição é nacional e toda a população escolhe entre os mesmos candidatos.

Estados maiores são divididos em distritos de pelo menos 30 mil habitantes cada. A população de cada distrito elege um representante diferente, de modo que o número de distritos e representante é sempre igual. No caso da Califórnia, o mais populoso dos EUA, são 53.

Como funciona a eleição para o governo dos Estados?
Em 2 de novembro, eleitores de 37 Estados americanos também vão escolher seu novo governador. São eles: Alabama, Alasca, Arizona, Arkansas, Califórnia, Carolina do Sul, Colorado, Connecticut, Dakota do Sul, Flórida, Geórgia, Havaí, Idaho, Illinois, Iowa, Kansas, Maine, Maryland, Massachusetts, Michigan, Minnesota, Nebraska, Nevada, New Hampshire, Nova York, Novo México, Ohio, Oklahoma, Oregon, Pensilvânia, Rhode Island, Tennessee, Texas, Utah, Vermont, Wisconsin e Wyoming.

Entre os 13 Estados que não têm eleição este ano, sete são governados por democratas e seis por republicanos. Os governadores têm mandato de oito anos.

Que emendas estaduais serão votadas?
Em alguns Estados americanos, eleitores também votarão emendas que podem mudar a legislação regional. Serão 160 referendos, 40 deles propostos por cidadãos comuns nas chamadas "iniciativas cidadãs".

A votação que acontece na Califórnia promete ser a mais polêmica: os moradores decidirão se aprovam a "proposta 19", que legaliza e cria um imposto para a venda de maconha. Entre as outras propostas que serão votadas estão a regulamentação dos criadores de cães no Missouri e o corte de impostos no Colorado.

*Com BBC

    Leia tudo sobre: euaeleições legislativasdemocratasrepublicanosobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG